[RESENHA] A QUEDA

Autor: Marcelo Pereira Rodrigues

MPR Edições

Edição 2017 – 362 pág.

INDICADO PARA MAIORES DE 18 ANOS

*Exemplar cedido pelo autor

Skoob

Gregório Mendes é escritor e professor com muito amor. Ele tem uma coluna em uma revista, dá aulas para alunos curiosos que com um pouco de incentivo podem se tornar grandes pensadores. Sua vida é comum, sem grandes emoções. Mas afinal, o que comum pra mim pode não ser comum pra você…

Gregório é o centro desse romance, ele está lançando um livro chamado “Provocações Filosóficas de um Pensador Atualizado com as Coisas do Mundo”, e em seu bate papo de lançamento irá reunir as personalidades que vamos conhecer nessa obra. Desculpem desde já se eu me estender, mas preciso falar sobre esses personagens tão comuns e tão diferentes:

Carla é aluna de Gregório, muito inteligente, mas muito solitária com suas próprias ideias, a jovem não se sente feliz apesar de ter mãe, pai, casa, roupas, educação e tudo que um jovem precisa, Carla se sente vazia e o suicído já passou por sua cabeça mais de uma vez. Ela vai ao evento com sua mãe, Jurema, que trocou de nome porque esse era constrangedor, agora ela é Brigitte, perua grã-fina.

Hamilton é um senhor de aparentes 40 anos viciados em jogos de loteria, sempre jogando sem ganhar prêmio algum.

Juliana é vegana, natureba e amante dos animais. Carrega até mesmo ração na bolsa para dar de comer aos bichos da rua. Ela provavelmente cheira a ração também.

Luísa também foi aluna de Gregório e chegou ao lançamento com a cara no celular, aliás, a mocinha vivia para o celular, postando absolutamente tudo o que fazia nas redes sociais.

Andréia e Deborah se conhecem no lançamento, ambas acompanham textos de Gregório e possuem o hábito de ser chorosas. Andréia se arrepende por sua mãe ter falecido sem que elas estivessem bem e Deborah tem câncer e também o hábito de compartilhar sua luta nas redes sociais, sempre mostrando que continua forte na luta.

Chris, gay assumido, participante do movimento contra a discriminação ao negro conhecia Gregório e sempre lhe pedia textos ativistas para defender suas causas.

Márcia é uma ativista, feminista e homossexual assumida, também adorava pedir a Gregório textos que enaltecessem os direitos da mulher.

Deu pra perceber a complexidade desse grupo? São muito personagens, alguns eu nem citei, mas vocês podem reconhecer seguramente algumas dessas figuras na sua convivência, ou não? Eu conheço vários e conforme lia o livro eu via as suas melhores qualidades e seus piores defeitos sendo expostos. Algumas vezes eu sentia raiva dos personagens, outras sentia muita pena, tristeza, alegria e algumas vezes um nojo sem igual… Foi uma leitura complexa e perturbadora em muitos pontos e exatamente por isso eu gostei tanto dela.

O autor aborda temas difíceis como o abuso, suicídio, as perigosas redes sociais, os relacionamentos descartáveis, realização pessoal, o preconceito e a morte de forma tão natural que chega a ser chocante, você se pergunta se a vida é realmente assim tão nua e crua.

“Modo geral, as pessoas nem esperam ler um post e já saem divergindo, criticando, xingando. Não leem um livro, tem preguiça, são acomodados e exigentes.”

Preciso dizer que a realidade da narrativa é tão intensa que eu perguntei ao autor se os personagens eram reais. Ele me assegurou que são todos fictícios, embora eu veja muito do Marcelo no Gregório hehehe, e eu não consigo nem imaginar como foi criar personalidades tão complexas e fazer com que esses personagens agissem com tanta humanidade.

“A cidade é uma cacofonia de pessoas singulares que pertencem a uma mesma raça, mesmo pensando ser diferentes.”

Em meio a essa trama tão interligada vemos Gregório se descobrir como pessoa, definir objetivos, se frustrar, viver. Foi muito interessante ver pelos olhos desse personagem como as pessoas tem preconceito com quem gosta de viver de forma mais racional, sem se influenciar pelas mazelas do acelerado mundo moderno. Gregório chega a ouvir que é “gente boa, mas o problema é que pensa demais”, como isso pode ser um defeito?!

“Lemos para abrir o nosso leque e entendermos a evolução ao longo dos tempos. Antes de sermos críticos, somos autocríticos.”

É um livro pra levantar questões, te fazer pensar e repensar sobre tudo e sobre todos. Principalmente sobre você.

A edição é bem bonita, com fonte extremamente confortável e ótima diagramação, tornando a leitura mais fluida, as folhas são brancas. A capa é um caso especial que eu gosto quando acontece, ela pode ser interpretada por cada um de forma diferente, eu vejo como algo confuso, fruto de muitas misturas, como é o caso da vida. Que em toda a sua confusão tem sua beleza única.

Se você procura um romance nada romântico e extremamente verdadeiro eu te convido a ler A Queda, através de cada um desses imperfeitos personagens você vai aprender ou não mais sobre a vida e sobre você.

“A filosofia é uma viagem emocionante. Quem nela entra não sai a mesma pessoa.”

*Na barra lateral do blog tem um banner onde você pode clicar para adquirir o livro ⇒⇒

14 comentários sobre “[RESENHA] A QUEDA

  1. Fernanda Akemi disse:

    Olá!!!

    Não conhecia e já me interessei.
    Como eu fujo um pouco de romances e prefira algo mais real e concreto achei esse livro fantástico. A abordagem de diversos personagens com características e vidas distintas mostra muito bem a humanidade em si, e eu adoro leituras assim.
    Já anotei a dica!!!

    bjs

    Curtido por 1 pessoa

  2. jOYCE disse:

    Olá eu sempre curto livros com esses temas: abuso, suicídio e o perigo das redes sociais, pois acho extremamente importante abordar mais esses assuntos para a sociedade em geral.
    Vou anotar sua dica, já vi que o livro é bom.
    Bom fim de semana.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Crônicas de Eloise disse:

    Oi Vivi, amei a resenha. Não conhecia a obra e já quero ler. Gosto de livros que mexem com minhas emoções e que me fazem refletir, achei bem interessante as personagens mencionadas e fiquei curiosa em saber como Gregório lida com tudo, afinal temos muitos assuntos delicados trabalhados na trama. Outro ponto que gostei foi o fato do autor trazer personagens plausíveis e humanos e situações tão reais que a fez questionar se eles de fato existiam…Leituras assim me envolve mais e a reflexão sobre os temas se torna ainda mais profunda.

    Adorei!
    Bjokas da Elo!
    http://cronicasdeeloise.blogspot.com/

    Curtido por 1 pessoa

  4. Cecília Justen de Souza disse:

    Vivi, que livro maneiro. Fiquei muito empolgada com a obra e com o autor, principalmente. Adoro essas ligações entre as histórias e acredito que o livro tenha ganhado um ponto a mais pelos aspectos tão humanos. Gosto quando a literatura pega partes mais sociais, quando a gente fala de assuntos sérios. Amei sua resenha, você está sempre arrasando!

    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Gisele Lopes - Abdução Literária disse:

    Oi Vivi. Eu adoro histórias com vários personagens, e quanto mais complexos e diferentes um do outro, melhor. Já tinha visto esse livro no instagram, mas ainda não tinha me aprofundado na sua premissa. E caramba, ein? Parece ser mesmo o tipo de leitura complexa, que te tira da sua zona de conforto e promove pensamentos essenciais. Adorei saber mais sobre essa história, fiquei muito interessada. 🙂

    Beijos,
    http://abducaoliteraria.com.br

    Curtido por 1 pessoa

  6. Papeando Livros disse:

    Oi, tudo bem ?

    Não conhecia a obra e o autor e amei a sua resenha, assim como a sinopse que nos mostra bem que a história não se prende a um personagem e isso é muito bom, pois deixa a leitura mais ampla, com pontos de vistas e personagens diferente, mas ao mesmo tempo ligados…é bem interessante e empolgante, um enredo assim.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s