[RESENHA] 1984

1984 (1)

[RESENHA] 1984

Título Original: 1984

Autor: George Orwell

Editora Companhia das Letras – Ed. 2009 –  414 págs.

INDICADO PARA MAIORES DE 16 ANOS

SKOOB

Winston vive em uma sociedade comandada por um governo totalitário. Através de teletelas todos são vigiados 24h não somente em vídeo, a teletela também grava tudo o que você fala e transmite até mesmo mudanças nas suas feições, nada pode ser escondido do governo.

A sociedade vive a tensão de uma grande guerra sem fim. Bombas são disparadas a qualquer momento e não se pode confiar em ninguém.

O mundo está dividido em três grandes potências: Eurásia, Lestásia e Oceânia, sendo a última onde nosso protagonista vive. Ora uma potência está em guerra com uma, ora com outra. O objetivo é manter o terror como forma de controle da sociedade.

“Era provável que as bombas- foguetes que caíam diariamente sobre a cidade fossem disparadas pelo próprio governo da Oceânia”

O livro é dividido em três partes. A primeira relata como é essa sociedade, sua organização e a dominação do Partido através da figura do Grande Irmão, um “homem” que controla tudo e garante que a sociedade continue “equilibrada”. Ele é a figura do poder invencível do Partido. As pessoas são divididas em três grupos: Núcleo do Partido, os indivíduos abastados que comandam o Partido, Partido Externo que são os indivíduos trabalhadores e supervisionados todo o tempo. E os Proletas, o povo abandonado à miséria. Winston faz parte do Partido Externo e a todo o momento nos narra sua insatisfação com sua vida limitada e sem alegrias.

A segunda parte narra Winston se rebelando contra o Partido, sua insatisfação atinge o ápice quando ele conhece Julia, e juntos eles começam a traçar um plano para se unir a um misterioso grupo que luta contra o Partido. Regras são quebradas, há uma tensão tangível em cada capítulo.

Na terceira parte temos o desfecho desses personagens e devo avisá-los, ela é intensamente dramática e nauseante.

“Porque se lazer e segurança fossem desfrutados por todos igualmente, a grande massa de seres humanos que costuma ser embrutecida pela pobreza se alfabetizaria e aprenderia a pensar por si.”

George Orwel construiu um mundo que vivia do medo, o governo se utiliza claramente do controle de informações para manipular a mente humana e assim garantir que o poder esteja sempre na mão do Partido. É uma opressão sem limites.

“De certa maneira, a visão do mundo do Partido era adotada com maior convicção entre as pessoas incapazes de entendê-la”

É importante ressaltar que o autor escreveu a obra em 1948 e publicou em 1949, um ano antes de sua morte. George Orwell viveu todos os horrores da guerra e foi fortemente influenciado pelo ambiente triste e pessimista desse período. Sua obra é um claro reflexo disso.

A leitura é acima de tudo perturbadora. O ódio presente na obra é tão intenso que você é influenciado fisicamente, eu pelo menos fui, e tenho vários relatos de leitores que ficaram igualmente incomodados com a cruel narrativa. É impossível ler essa obra e ficar indiferente a maldade humana.

1984 (3)

Como clássico esse com certeza é um livro super recomendado! Mas não espere uma leitura fluida, ela será carregada e tensa. A linguagem não é difícil, mas a crítica é intensa e a ironia amarga demais para digerir facilmente.

George Orwel construiu uma trama inteiramente psicológica e mostra até onde a maldade humana pode chegar em sua ânsia pelo poder.

Eu realizei essa leitura para o clube Cápsula Literária e honestamente, se não fosse por ele eu talvez tivesse abandonado a obra. A leitura teve um ritmo muito lento, a edição tem uma fonte que não foi confortável e uma formatação com margens largas que deixou a obra ainda maior. Foi cansativo e precisei dar cerca de 4 pausas e pegar outras coisas pra ler e aliviar a mente. A crueldade da história aliada a uma narrativa quase ausente de diálogos tornou a leitura bem exaustiva mesmo. Mas não me arrependo de ir até o fim.

1984 (2)

 

Essa faz parte da “quadrilogia clássica distópica” que a Mell do Literature-se citou – Laranja Mecânica, Admirável Mundo Novo, Fahrenheit 451 e 1984 – Eu já li Fahrenheit 451 para o mesmo clube e adorei. Mas diferente desse, em 1984, temos a mais pessimista visão do mundo e o final me deixou bem insatisfeita. Não posso contar minha exata sensação com o final porque seria demais pra vocês e aqui não contamos spoiler. Mas se você já leu talvez entenda o que quero dizer, o final poderia deixar margem para mais, como no caso de Fahrenheit 451.

Se você curte clássicos eu recomendo fortemente 1984, principalmente se você gosta de visões críticas. Mas vá ciente que não será uma leitura de entretenimento e após realiza-la o ideal é que você busque mais informações sobre a obra e o autor, assim terá uma compreensão muito melhor.

24 comentários sobre “[RESENHA] 1984

  1. jOYCE disse:

    Oi Vivi, bem que eu curto uma trama psicologica viu, e se falando de guerra amiga, tou dentro.
    Ainda não li um livro perturbador, e por falar em visão crítica é isso que tenho que melhorar em minhas leituras, como tenho deficit de atenção e tento melhorar isso com as leituras, para mim fica um pouco difícil analisar o livro pelo lado crítico, pois me perco demais, esqueço algumas coisas e viajo de vez em quando ou quase sempre na maionese. Sua resenha está excelente, bjus e bom fim de semana.

    Curtido por 1 pessoa

  2. fabielymiranda disse:

    Oii Vivi, tudo bom?? Confesso que leituras assim não me prendem, acho que o clima pesado e intenso da narrativa me afeta e não consigo prosseguir. Sempre tive curiosidade em ler algo do autor, ´pois todos dizem tratar-se de criticas sociais incríveis. Creio que vou começar por aquele que tem um porquinho na capa sabe. Mais sem dúvidas o enredo do livro resenhado parece ser maravilhoso!
    Adorei a resenha beijos

    Curtido por 1 pessoa

  3. Cecília Justen disse:

    Ei, Vivi! Tudo bem?

    Sou apaixonada no George Orwell, acho ele um autor incrível e amo as influências de vida que ele coloca nos seus escritos, e até muito importante ele fazer isso para que a gente possa entender a época ambientada. Não li 1984 ainda, mas sou louca, li sua resenha até com um pouco de medo, mas gostei muito de saber algumas informações que eu não tinha (já que só havia lido a sinopse). Fiquei muito triste em saber que a formatação do livro não é muito legal, sempre olhei para essa coleção com essas capas maneiras com um olhar diferente, sempre achei incrível, que pena que não é tão boa assim. Espero conseguir realizar a leitura até final do ano e gostar bastante.

    Beijos!
    http://www.as365coresdouniverso.com.br/

    Curtido por 1 pessoa

    • Viviane Oliveira disse:

      Eu apoio a leitura amiga e espero mesmo que goste 🙂 é um livro bem difícil de avaliar pq depende mesmo da sia visão da vida. Eu achei pessimista demais :/ mas pretendo ler outros títulos do autor sim.
      A formatação talvez te agrade, não é horrível hahaha pra mim não rolou, mas quem sabe pra vc 🙂

      Curtir

  4. Gisele Lopes disse:

    Oi Vivi! Esse livro está na minha lista para ler faz um tempão! Como fã de sci-fi e distopia, acho uma leitura essencial, que valerá pela experiência. Agora já sei que para vou precisar me preparar bastante para encarar a leitura, tanto pelo contexto quanto pela narrativa densa. Adorei a resenha, espero ler ele em breve também. Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s