[RESENHA] A SOMBRA DO VENTO

asombradoventozafon-10

 

Título Original: La Sombra Del Viento

Autor: Carlos Ruiz Zafón

Editora Suma de Letras – ed. 2007 – 399 págs.

Série: O cemitério dos Livros Esquecidos Vol. 1

Skoob

Favoritado! ♥

INDICADO PARA MAIORES DE 16 ANOS

“Numa madrugada de 1945, em Barcelona, Daniel Sempere é levado pelo seu pai a um misterioso lugar no coração do centro histórico: o Cemitério dos Livros Esquecidos. Lá o menino encontra A Sombra do Vento, livro maldito que mudará o rumo de sua vida e o arrastará para um labirinto de aventuras repleto de segredos e intrigas enterrados na alma obscura da cidade. A busca por pistas do desaparecido autor do livro que o fascina transformará Daniel em homem ao iniciá-lo no mundo do amor, do sexo e da literatura.”

“E, como todas as histórias reais, ela começa e termina em um cemitério, embora não o tipo de cemitério que você imagina.” Pg 148

Vou começar dizendo que sozinha eu nunca teria escolhido esse livro para leitura. Nunca havia tido contato com romances espanhóis e essa contra-capa honestamente não me chamou a atenção. Mas essa foi a obra escolhida para dar início ao clube de leitura Cápsula Literária, que organizei juntamente com o Blog Parênteses aqui em São Paulo. E pra resumir, eu AMEI.

Foi com certeza uma das melhores leituras da minha vida.

asombradoventozafon-11

Daniel Sempere, nosso narrador, tinha 4 anos quando perdeu a mãe para um surto de cólera. Aos 10 anos ele acorda de madrugada apavorado porque não se lembra do rosto dela. Seu pai então decide levá-lo a um local misterioso para que eles compartilhem de algo mais na vida, além dessa enorme saudade.

“Ainda me lembro daquele amanhecer em que meu pai me levou pela primeira vez para visitar o Cemitério dos Livros Esquecidos. Despontava, os primeiros dias de verão de 1945 e andávamos nas ruas de uma Barcelona aprisionada sob um céu cinzento.” Pg. 7

Eles vão até o Cemitério dos Livros Esquecidos, um enorme prédio secreto e cheio de labirintos com estantes de livros que não se encontram em nenhum outro local. Lá seu pai lhe pede que escolha um livro para ser seu amigo. Daniel escolhe A Sombra do Vento de Julián Carax, seu pai lhe pede então que cuide desse livro como algo precioso, algo que não pode ser substituído, um tesouro. Daniel lê o romance em uma noite e fica encantado e extremamente curioso para ler mais obras de Julián Carax, ele pede que o pai lhe consiga mais títulos do autor, e imaginem sua surpresa quando seu pai, um livreiro experiente de Barcelona, lhe diz não conhecer tal autor.

“É hábito nosso, da primeira vez que alguém visita este lugar, que escolha um livro, aquele que preferir, e que o adote, garantindo assim que nunca desapareça que se mantenha vivo para sempre.” Pg. 9

O pai de Daniel lhe apresenta então Gustavo Barceló, outro livreiro e colecionador muito conhecido em Barcelona. Barceló tenta de todas as formas comprar o livro de Daniel, mas o garoto é irredutível, só quer informações sobre o autor e sua obra.

E é aqui que a vida de Daniel Sempere muda para sempre.asombradoventozafon-6

Ele conhece Clara, a sobrinha de Barceló, que apesar de não enxergar conhece a história de A Sombra do Vento. Ela conta para Daniel tudo o que sabe sobre Julián Carax, um espanhol que escrevia e publicava suas obras na França, nunca foi bem sucedido, seus livros tiveram poucas vendas. Aparentemente ele trabalhava em um bordel, era sozinho e faleceu misteriosamente depois de uma briga de duelo de rua. Essa existência simplória não satisfaz Daniel, ela não parece combinar com o talento que contém em A Sombra do Vento.

Daniel continua a investigação sobre Carax por anos, e sua vida passa de criança a adolescente, jovem a adulto, sempre em busca de pistas sobre o que aconteceu com esse autor tão genial que parece não ter existido. À medida que o tempo passa mais coisas estranhas e ligadas a Julián Carax acontecem, nessa mesma proporção cresceu meu interesse pelo livro.

Não se encontram obras de Julián em nenhum local, Daniel descobre que um misterioso homem sempre aparece para comprar qualquer livro existente de Julián Carax para depois queimar o livro. A história fica assustadora quando esse homem aparece para o próprio Daniel, exigindo comprar o livro por bem ou mal. Mas Daniel não está mais com o livro, ele o deu para o seu primeiro amor juvenil. Arrependido e com medo do perigo que colocou a moça ele a visita para recuperar o livro e tem tristes descobertas, se envolve em uma briga e termina arrasado, mas com o livro na mão.

Nesse mesmo dia ele conhece Fermín, o melhor personagem dessa história! Um morador de rua extremamente falante e inteligente.

“A televisão, amigo Daniel, é o Anticristo, e eu digo que bastarão três ou quatro gerações para as pessoas não saberem mais nem peidar por conta própria e para o ser humano voltar a caverna, à barbárie medieval, a estados de imbecilidade que a lesma já superou por volta do Pleistoceno.” Pg. 89

Alguns meses depois quando a livraria Sempere e Filho vai “de vento em popa”, Daniel e seu pai oferecem emprego para Fermín. Eles se tornam muito amigos, uma família, e Fermín passa a investigar a vida de Julián Carax junto com Daniel. Essa investigação os leva a uma das personagens centrais da vida de Julián, Núria Monfort. Ela conheceu Julián quando trabalhava na editora que publicava seus livros. Núria guarda muito segredos.

asombradoventozafon-8

Eles descobrem sobre os pais e a escola de Julián, seus melhores amigos e seu primeiro amor. Sua vida teve muito mais baixos que altos e cada nova descoberta mostra que Julián era amado por uns e odiado por muitos.

Fermín e Daniel se envolvem em muitas encrencas por causa dessa investigação. A própria policia que deveria cuidar dos cidadãos é quem os ameaça caso não parem com as perguntas sobre Julián Carax. O inspetor Fumero, responsável pela policia, é na verdade um homem cruel que subiu de cargo a custa de muitas vidas ceifadas ilegalmente. Inimigo antigo de Fermím, Fumero não irá sossegar enquanto não silenciar a ele e a Daniel.

São 399 páginas com 99% emoção, os perigos, os amores, as descobertas, são pura adrenalina. Com uma escrita dividida entre romances e novelas góticas, Zafón nos presenteia com uma história cheia de vida e poesia, onde o principal personagem é um livro, A Sombra do Vento, o romance que Daniel escolheu no Cemitério dos Livros Esquecidos.

Já podemos amar o romance só pelo tema, mas a narrativa é ainda mais primorosa. Poucas vezes na vida li um romance tão rico em palavras rebuscadas e referências literárias clássicas. É um livro difícil de ler no sentido de ser trabalhoso, ele tem muitos diálogos, mas são diálogos riquíssimos, não tem uma única página incompleta.

“Cochichava-se, passar uma noite nos braços de uma ninfeta a quem batizara de madame Bovary, embora se chamasse Hortense.” Pg 23

“Esta noite você está com um ar meditabundo – disse meu pai procurando entabular uma conversa.” Pg 33

A história é tão bem construída que você sente os anos passarem, vive a história com os personagens. Cada divisão de capítulo se passa nos anos em que grandes mudanças ocorrem na vida de Daniel, é perfeito o timing da diagramação. E a capa é uma das mais bonitas que já trouxe aqui no blog, ilustra o enunciado de toda a história.

A presença da Guerra Civil espanhola é constante e aterrorizante, são tempos de regime ditatorial e total abuso de poder. Senti tanta raiva de Fumero que o elevei ao cargo de “pior vilão que já li”. O cara é Cruel com “C” maiúsculo.

Eu poderia falar por horas sobre esse livro, mas vou deixar isso para a reunião do clube de leitura 😀

asombradoventozafon-1

Pra vocês eu só digo que leiam, por favor, leiam!!! É um livro enriquecedor e envolvente que vai te levar a um final inimaginável e emocionante. Quando você achar que já sabe tudo o que aconteceu prepare-se, é só o início.

“Os livros são espelhos: neles só se vê o que possuímos dentro.” Pg. 174

Anúncios

10 comentários sobre “[RESENHA] A SOMBRA DO VENTO

  1. Mirelle Almeida disse:

    Oi, Vivi!
    Eu tenho esse livro!!! Comprei junto com mais dois, o 2º volume dele e outro chamado “O jogo do anjo”. Já ouvi falar muito bem dele, é o tipo de livro amorzinho que consegue nos conquistar em poucas páginas. Tô falando isso pelo que li da sua resenha, porque ainda não li o livro, mas pretendo lê-lo esse ano.

    Parabéns pela resenha maravilhosa!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s